Museu D. Diogo de Sousa inaugura Coleção Bühler-Brockhaus

Ao todo são 300 as obras de Arte Clássica que vêm agora a público, fruto da doação e do afeto do casal alemão Hans-Peter Bühler e Marion Bühler-Brockhaus. A inauguração está agendada para as 18h30 do próximo dia 21 de outubro e conta com a presença da Secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira.

A “Coleção Bühler-Brockhaus” foi doada, em 2018, pelo casal alemão, residente em Portugal, que foi ainda mecenas, com a doação de cerca de meio milhão de euros, da própria montagem deste novo espaço expositivo, e das obras de requalificação do imóvel do museu, nomeadamente no que concerne à pintura e limpeza de todo o exterior, melhoria da acessibilidade, segurança e iluminação.

A nova Coleção, originária do berço da Antiguidade Clássica, vem aumentar e complementar a atual exposição permanente do museu, em grande parte, proveniente de Bracara Augusta e do território envolvente.

Da coleção faz parte um vasto leque de objetos de diversas proveniências e cronologias, na sua maioria dos mundos egípcio, grego, etrusco e romano. Entre as obras expostas encontram-se esculturas em mármore, mosaicos romanos, vasos cerâmicos gregos e etruscos, unguentários romanos em vidro, utensílios do quotidiano e adornos em bronze e metais nobres, destacando-se ainda uma escultura da cabeça do imperador Trajano e um busto do Imperador Augusto, em mármore.

Para além do conjunto de peças que compõem a materialidade tangível, esta Coleção reveste-se de um cunho pessoal, refletido no interesse partilhado por este casal pela Cultura Clássica, e de memórias e experiências de toda uma vida em comum.

A inauguração contará com a participação do Presidente da Fundação Bracara Augusta, Miguel Bandeira, da Diretora Regional de Cultura do Norte, Laura Castro; da Diretora do Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, Isabel Silva; e do casal de Doadores alemães, Hans-Peter Bühler e Marion Bühler-Brockhaus.

Já a abertura da exposição ao público está agendada para sexta-feira, 22 de outubro.

Recorde-se que o já centenário Museu D. Diogo de Sousa é uma referência na investigação arqueológica da Península Ibérica e que, anualmente, recebe cerca de 73 mil visitantes, nacionais e europeus.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on skype
Skype
Notícias Recentes
Direcionado a jovens escritores da Eurorregião Galicia - Norte de Portugal, a edição deste ano recebeu ao todo 46 candidaturas, 19 escritas em galego e castelhano e 27 em português. O júri premiou o conto “O Amor das Pedras” da autoria do jornalista Pedro Rodríguez Villar, de 24 anos, natural de Nigrán (Pontevedra) eresidente no Norte de Portugal.
Siga-nos