Monte Latito distinguido com Green Flag Award

Acolhe três monumentos nacionais e assume-se como um percurso repleto de História e biodiversidade. O Monte Latito circunda o Castelo de Guimarães, Paço dos Duques de Bragança e Igreja de São Miguel e acaba de ser reconhecido com o Green Flag Award.

O galardão, que reconhece e recompensa parques e espaços verdes pela sua gestão, resulta de um trabalho conjunto do Paço dos Duques de Bragança, Município de Guimarães e Laboratório da Paisagem. O resultado é a criação de um percurso interpretativo que permite ao visitante conhecer melhor a flora existente no espaço (que integra duas árvores classificadas como de interesse público), repleto de História, mas também de biodiversidade. 

O Green Flag Award teve origem em Inglaterra em 1996, tendo já atribuído o galardão a mais de 2000 parques públicos, jardins e espaços verdes, em 16 países de todo o mundo.

O Jardim do Monte Latito integra a lista anunciada, com 29 vencedores de oito países, nomeadamente da Bélgica, França, Alemanha, Países Baixos, Espanha, Suécia e Turquia.

O Prémio Bandeira Verde, na 25ª edição, é gerido internacionalmente pela Keep Britain Tidy, instituição ambiental sem fins lucrativos, esiada no Reino Unido.

Sobre o Monte Latito

A primeira referência a Monte Latito (Montis Latito), ou seja, Monte Largo, data de 951 e surge na doação da vila de Melres ao Mosteiro de Guimarães. Anos mais tarde, em janeiro de 959, volta a ser mencionado no testamento de Mumadona Dias (Alpe Latito), e de novo em 961 (Monte Latito) e 968 (Alpe Latito).

Monte Latito é, pois, um topónimo usado na Idade Média para designar uma área cujos limites não conhecemos, mas na qual se incluía o Castelo de Guimarães.

Hoje o termo Monte Latito é utilizado para denominar o espaço ajardinado que circunda o Castelo, a Igreja de S. Miguel e o Paço dos Duques de Bragança. Com cerca de 39 000 m2 serve como espaço de lazer e de circulação pedonal entre os três monumentos nacionais.

Adaptado à colina, sem grandes movimentos de terras, o parque apresenta amplos relvados e frondosas árvores que embelezam o espaço. A área é caraterizada por um conjunto arbóreo bastante denso e diversificado onde se destacam os plátanos, castanheiros, castanheiros da Índia e ciprestes.

Recentemente reabilitado, este parque conhece hoje renovadas condições de usufruto do seu espaço e uma maior valorização dos seus elementos edificados de maior reconhecimento e interesse.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on skype
Skype
Notícias Recentes
Siga-nos