Exposição: “O Legado de André Soares”

O Mosteiro de Tibães, em Braga, vai acolher a exposição 'O Legado de André Soares'. A inauguração está marcada para o dia 30 de novembro, às 18h30. A mostra é comissariada por Eduardo Pires de Oliveira e por Paulo Oliveira.

Esta exposição, comissariada por Eduardo Pires de Oliveira e por Paulo Oliveira, será o último evento das Comemorações Centenárias de André Soares 1720 -1769, uma iniciativa que visou assinalar o terceiro centenário do seu nascimento (1720-2020), bem como os 250 anos da sua morte (1769- 2019) com a relevância que esta figura exige no âmbito da história e identidade da cidade de Braga, mas que, em virtude da pandemia de COVID-19, viu parte do seu programa de atividades adiado para o ano de 2021.

Esta exposição incidirá sobre o legado de André Soares, procurando evidenciar a influência estética que o arquiteto bracarense teve sobre um conjunto de “mestres criadores” setecentistas que riscaram e executaram diversas obras por toda a antiga província de Entre Douro e Minho. Esta exposição constitui um contributo assinalável para a inventariação do rococó do Norte de Portugal, ainda que nesta exposição estejam sobretudo obras localizadas geograficamente mais próximas de Braga, um dos principais polos difusores deste estilo artístico. Com esta exposição procura-se revelar também as diversas obras de “excelente qualidade” que existem por toda a região do Minho.

Foi efetuada uma recolha fotográfica pelo fotógrafo Alberto Fernandes em quinze concelhos do Norte de Portugal, maioritariamente no Minho, nos concelhos envolventes de Braga, mas que se alarga de Caminha a Lamego, indo até ao município de A Guarda, em Pontevedra, na Galiza. As fotografias destacam 37 elementos patrimoniais, uma pequena selecção que procura evidenciar a qualidade das diversas expressões do Rococó, um estilo que gozava de grande aceitação popular. A exposição inclui também quatro estatutos de irmandades e confrarias bracarenses, gentilmente cedidas, que possibilitarão verificar a beleza das suas portadas, três das quais desenhadas por Carlos Amarante.

Com a exposição será também apresentado o catálogo que, além das fotografias, inclui também textos explicativos da responsabilidade dos dois curadores.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on skype
Skype
Notícias Recentes
O Museu dos Biscainhos, em Braga, associa-se - pelo 4º ano consecutivo - à iniciativa Natal da Rua dos Biscainhos. No páteo do Museu será instalada a “Árvore dos Sonhos de Natal dos Biscainhos”. De 3 dezembro a 5 janeiro 2022.
Em dezembro, na Casa das Artes, o Cineclube do Porto apresenta cinco filmes cujo elemento comum é serem passados durante a altura natalícia, mas que não são definitivamente os típicos filmes de natal. Consulte a programação.
Siga-nos