Documentários «Escritores a Norte»

Escritores a Norte promove a aproximação dos públicos aos escritores do Norte, partindo da sugestão de visitas, físicas ou virtuais, às suas casas, espaços de memória detentores dos seus espólios.

Com o propósito de contribuir para a divulgação e preservação da memória do vasto património literário e cultural presente na região Norte, a Direção Regional de Cultura do Norte concebeu e coordenou o projeto Escritores a Norte.

Assente no conceito de redes e dinâmicas de colaboração conjuntas, Escritores a Norte visa também a promoção do conhecimento mútuo e a partilha de atuações e boas práticas entre os espaços abrangidos pelo projeto.

À Direção Regional de Cultura do Norte associaram-se, enquanto parceiros neste projeto, fornecendo, carregando e atualizando conteúdos e informações disponíveis no portal, os seguintes equipamentos culturais, destacando-se como instituições que salvaguardam a memória, vida e obra, dos escritores aqui referenciados: Casa das Quintans, em Mesão Frio, residência dos escritores Domingos Monteiro, Pina de Morais, Graça Pina de Morais e Lisa Pina de Morais; Casa de Camilo Castelo Branco, em São Miguel de Seide; Casa Museu Ferreira de Castro, em Ossela; Casa Museu Guerra Junqueiro e Fundação Maria Isabel Guerra Junqueiro e Luís Pinto Mesquita Carvalho, no Porto; Casa de José Régio, em Vila do Conde; Casa de Miguel Torga e Espaço Miguel Torga, em São Martinho de Anta; Fundação Aquilino Ribeiro, com a Casa de Aquilino, em Soutosa; Fundação Cupertino de Miranda, detentora do acervo pessoal de Mário de Cesariny e Fundação Eça de Queiroz, com a Casa de Tormes, eternizada por Eça em A Cidade e as Serras.

Os documentários produzidos no âmbito do projeto Escritores a Norte estão disponíveis para visualização no nosso site e também no nosso canal de YouTube.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on skype
Skype
Notícias Recentes
A partir do dia 20 de setembro, o Museu de Lamego encerra temporariamente e de modo faseado as suas salas de exposição. Em causa as obras de reabilitação que visam melhorar as condições de acessibilidade física e comunicacional do museu, inseridas na Operação “Museu de Lamego. Museu para todos”.
Siga-nos