DRCN lança projeto «Crónicas da Cultura»

Crónicas da Cultura é um projeto desenvolvido pela Direção Regional de Cultura do Norte, com o objetivo de registar as memórias e os contributos de anteriores diretores das instituições que antecederam a criação da DRCN em 2006.

Crónicas da Cultura é um projeto desenvolvido pela Direção Regional de Cultura do Norte, com o objetivo de registar as memórias e os contributos de anteriores diretores das instituições que antecederam a criação da Direção Regional de Cultura do Norte em 2006.

Nesta primeira série de entrevistas, cuja estreia acontece entre 27 fevereiro e 3 março, os entrevistados são:

Episódio 1
Margarida Coelho (n. 1941, Mafra)

De 1971 a 2006, trabalhou em diversos serviços públicos, relacionados com a gestão do Património Cultural Português (IPPC – Instituto Português do Património Cultural/IPPAR – Instituto Português do Património Arquitetónico/IGESPAR – Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico). Foi Diretora Regional no IPPAR, no Porto, de 1987 a 1999.

Episódio 2
Francisco Sande Lemos (n. 1947, Lisboa)

Entre 1977 e 2007 fez parte da Direção Científica do Projeto de Salvamento e Estudo da cidade romana de Bracara Augusta (Braga), tendo dirigido inúmeros trabalhos no âmbito da Arqueologia Urbana. Entre 1981 e 1987, desempenhou funções de Diretor dos Serviços de Arqueologia do Instituto Português do Património Cultural, no Norte de Portugal.

Episódio 3
Ângela Melo (n. 1952, Moçambique)

Esteve 35 anos (até 2019) nos serviços que se foram sucedendo e que hoje fazem parte da Direção Regional de Cultura do Norte. Desempenhou funções técnicas e de coordenação técnica, tendo passado por várias áreas funcionais ligadas à competência da Salvaguarda e do setor Obras, onde desenvolveu trabalhos ligados à intervenção direta em monumentos classificados.

Episódio 4
António Lamas (n. 1946, Lisboa)

Presidente do Instituto Português do Património Cultural (IPPC) entre 1987 e 1990. Foi membro de conselhos de administração de fundações e associações sem fins lucrativos e de numerosas comissões técnicas nacionais e internacionais e promoveu o lançamento de importantes projetos de renovação urbana, de restauro e reutilização de edifícios. Exemplos: Cadeia da Relação no Porto, Museu do Chiado, Museu Nacional de Soares dos Reis, Mosteiros de Flor da Rosa, Alcobaça e Bouro e Tibães.

Episódio 5
Lino Tavares Dias (n. 1951, Porto)

Diretor dos Serviços Regionais de Arqueologia da Zona Norte desde 1988 e, depois, em sequência, Chefe de Divisão de Arqueologia do Instituto Português do Património Cultural (IPPC-Norte). Desde 1998 até março de 2006, foi Diretor Regional do Norte do IPPAR (Instituto Português do Património Arquitetónico). De 2006 até 2013, sediado na Estação Arqueológica do Freixo.

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Skype
Notícias Recentes
Siga-nos