Notícias
07 Mar. 2019 Projeto Vale do Varosa 2 requalifica Ponte Fortificada de Ucanha Integrada na rede de monumentos Vale do Varosa em 2014, a Ponte Fortificada de Ucanha está atualmente a sofrer uma intervenção de requalificação. Evento
Integrada na rede de monumentos Vale do Varosa em 2014, a Ponte Fortificada de Ucanha está atualmente a sofrer uma intervenção de requalificação, ao abrigo da segunda fase do "Projeto Vale do Varosa”, promovido pela Direção Regional de Cultura do Norte e cofinanciado pelo Programa Norte 2020. Melhorar as condições e qualidade de visita a este Monumento Nacional, único em território português, é o objetivo.

O Vale do Varosa 2 constitui a segunda fase de um projeto que arrancou em 2009 com financiamento ON2, que levou à criação e abertura ao público de rede de monumentos Vale do Varosa,  e que incluiu a recuperação parcial e abertura ao público do Mosteiro de São João de Tarouca, Mosteiro de Santa Maria de Salzedas e Convento de Santo António de Ferreirim. Em abril de 2014 a rede foi ampliada com a integração na rede da Ponte Fortificada de Ucanha e da Capela de São Pedro de Balsemão.

O alargamento dos trabalhos de reabilitação a novos monumentos é materializado nesta segunda fase na Ponte Fortificada de Ucanha, que durante a duração dos trabalhos permanece visitável pelo exterior.

A segunda fase do "Projeto Vale do Varosa” prevê a sua continuação, consolidação, alargamento e melhoria, através de um conjunto de ações que visam a ampliação das áreas de visita já abertas ao público; integração de novos elementos patrimoniais nos percursos de visita; aumento da diversidade de elementos e temáticas de visita e o reforço da comunicação do projeto.

Os trabalhos de valorização da Ponte Fortificada de Ucanha juntam-se aos do Centro Interpretativo do Mosteiro de São João de Tarouca e à já consolidada intervenção de conservação e restauro do teto da antiga Botica do Mosteiro de Santa Maria de Salzedas (Tarouca) que marcou ainda em 2018 o arranque da operação "Projeto Vale do Varosa 2”, num investimento global de cerca de 2 milhões de euros.

PONTE FORTIFICADA DE UCANHA

A mais conhecida passagem do rio Varosa é a ponte de Ucanha, provavelmente edificada durante os séculos XIV-XV, substituindo uma outra de filiação romana. A torre que lhe está adossada foi construída em 1465 por iniciativa do abade do Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, D. Fernando, marcando a entrada no couto monástico e servindo como depósito do pagamento da portagem que os viandantes aqui entregavam para a transporem.

Por ordem deste abade foi erigido em 1472 um hospital nas proximidades da ponte, para auxílio dos pobres e viajantes, possivelmente no local onde hoje se mantém uma porta de cariz medieval.
Aqui passava a estrada, já desde a época romana, que de Lamego se dirigia para o interior, passando por Moimenta da Beira e Trancoso, podendo-se ainda hoje observar alguns troços de calçada bem conservados. Inevitavelmente, também aqui parte um caminho em direção ao Mosteiro de Santa Maria de Salzedas.

A Ponte Fortificada de Ucanha integra o projeto Vale do Varosa desde abril de 2014.