Notícias
06 Ago. 2019 Norte 2020 lança concursos «Cultura para Todos» Estão abertas as candidaturas à medida «Cultura para Todos» no âmbito do Programa Operacional Norte 2020.


O NORTE 2020 lançou três novos concursos para o financiamento da iniciativa "Cultura para Todos”, que permitirá a participação de grupos excluídos ou socialmente desfavorecidos da Região do Norte em práticas artísticas e culturais, seja enquanto espetadores ou enquanto artistas.

Assente na lógica da inclusão pela cultura, os concursos agora abertos incidem nas subregiões do Alto Minho, Alto Tâmega e Terras de Trás-os-Montes. A abertura de novas oportunidades de financiamento europeu nas demais subregiões do Norte de Portugal será feita faseadamente. No total, o NORTE 2020 prevê a aplicação de 25,9 milhões de Euros.

Podem concorrer ao apoio pessoas coletivas de direito público, pertencentes à administração central e local, bem como pessoas coletivas de direito privado sem fins lucrativos, previamente identificados nos Pactos para o Desenvolvimento e Coesão Territorial (PDCT), dinamizados pelas comunidades intermunicipais e pela Área Metropolitana do Porto (AMP).

Os documentos dos concursos, com candidaturas até 27 de setembro, de financiamento estão disponíveis para consulta no link http://www.norte2020.pt/concursos/concursos-abertos, na área Inclusão Social e Emprego.

A medida "Cultura para Todos” apoia projetos das seguintes tipologias:

·         Ações de dinamização de práticas artísticas e culturais por e ou para grupos excluídos ou socialmente desfavorecidos, bem como para idosos, em particular, iniciativas que permitam o seu envolvimento direto em experiências artísticas e/ou culturais, não exclusivamente como espectadores mas como participantes ativos na criação ou coprodução;

·         Ações de sensibilização, promoção e intermediação, bem como outras ações complementares de divulgação e implementação de projetos destinados a pessoas em risco de exclusão social, de forma a habilitá-las para o exercício de uma cidadania ativa, que valorize designadamente a participação cívica, a fruição cultural e patrimonial e a responsabilidade social.

·         Ações de intermediação que favorecem o desenvolvimento de atitudes e capacidades de aprendizagem, com vista à aquisição de competências básicas, pessoais e sociais, recorrendo designadamente à inclusão de conteúdos e ou práticas artísticas e culturais;

·         Desenvolvimento de projetos inovadores ao nível de respostas integradasdestinadas ao público-alvo que aumentem a coesão social e os sentimentos de pertença à comunidade, através da participação cultural e artística;

·         Desenvolvimento de projetos que concorram para a melhoria do acesso à cultura e à arte, nomeadamente através da supressão de obstáculos ao nível da comunicação e da programação em espaços, equipamentos e eventos culturais;

·         Desenvolvimento de projetos que tenham como objetivo promover a elaboração e a divulgação de conteúdos culturais digitais acessíveis a pessoas com deficiências e incapacidades e ou a grupos excluídos ou socialmente desfavorecidos.