Notícias
10 Out. 2017 Intervenção na Sé do Porto orçada em 636 mil euros Terá início a breve prazo a empreitada de reestruturação do circuito de visita da Sé Catedral do Porto, secundada, embora com trabalhos em simultâneo, pela empreitada de reforço estrutural da Escadaria Nasoni.


Terá início a breve prazo a empreitada de reestruturação do circuito de visita da Sé Catedral do Porto, secundada, embora com trabalhos em simultâneo, pela empreitada de reforço estrutural da Escadaria Nasoni da Sé, intervenções a realizar no âmbito da Operação Rota das Catedrais a Norte, promovida pela Direção Regional de Cultura do Norte e Fábrica da Catedral do Porto.

Com um montante global de investimento previsto para a Sé Catedral do Porto de 636 mil euros, a Operação Rota das Catedrais a Norte é comparticipada em 85% pelo Programa Operacional Norte 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e abrange intervenções nas Sés do Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real, Lamego, Bragança e Concatedral de Miranda do Douro. 

À reestruturação do circuito de visita, com redução de barreiras arquitetónicas e infraestruturas técnicas, e reforço estrutural da Escadaria Nasoni, irão seguir-se outras intervenções, nomeadamente a empreitada de substituição da cobertura da Capela-Mor e trabalhos simultâneos de reforço estrutural da abóbada em pedra, associando trabalhos de conservação no retábulo-mor.

Recorde-se que, no âmbito da intervenção programada para a Sé Catedral do Porto, foram já executados os trabalhos de conservação e restauro das caixas dos dois órgãos da Capela-Mor e recuperação das dependências diretas, bem como o reforço estrutural dos varandins dos dois órgãos, encontrando-se em fase de execução o trabalho de conservação e restauro do vitral do Transepto Sul. No passado mês de abril, teve lugar a inauguração do restauro dos 2 órgãos históricos da Capela-Mor da Sé Catedral do Porto. 

Projeto Rota das Catedrais
O projeto nacional, designado por "Rota das Catedrais”, foi criado em Junho 2009 através de um Acordo de Cooperação celebrado entre o Ministério da Cultura e a Conferência Episcopal Portuguesa. 
Na Região Norte, este projeto foi assumido pela Direção Regional de Cultura e pelas entidades eclesiásticas das 6 Dioceses da Região, nomeadamente Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real, Lamego e Bragança/Miranda. 

No último Quadro Comunitário, no âmbito do ON2 – Novo Norte e através de uma Operação designada por "Rota das Catedrais no Norte de Portugal”, este projeto teve um forte impulso de valorização e dinamização na Região. Tratou-se de uma candidatura que visou "abrir a porta a estes espaços” e integrou intervenções infraestruturais e imateriais que visaram resolver situações críticas ao nível do edificado e do património integrado, bem com a restruturação funcional de espaços e as imateriais centraram-se na dinamização de atividades culturais como exposições, concertos musicais e encenações teatrais.

A Operação "Rota das Catedrais a Norte”, agora em curso e com um investimento global a rondar os 2,5 Milhões de Euros, insere-se na estratégia continuada de requalificação e promoção das Catedrais e da sua Rota, pelo que as intervenções propostas visam fundamentalmente capacitar e qualificar a visita.