Notícias
12 Jan. 2018 Intervenção na Igreja de Soalhães Projetos técnicos da intervenção na Igreja de Soalhães foram elaborados pela Direção Regional de Cultura do Norte. As obras deverão estar concluídas em agosto próximo. Evento
A Igreja de São Martinho de Soalhães, Marco de Canaveses, está a ser objeto, desde o último trimestre de 2017, de um vasto conjunto de trabalhos de conservação e restauro, que se prolongarão até ao próximo mês de agosto.

Estes trabalhos incidem sobretudo no valioso património integrado barroco (azulejos, esculturas e talhas) daquele Monumento Nacional, um dos 58 imóveis abrangidos pela Rota do Românico.

A intervenção de conservação e restauro visa, por um lado, o revestimento azulejar da nave, subcoro e sacristia, de forma a assegurar a correta leitura dos painéis existentes. Este objetivo implicará, entre outras ações, a desmontagem, tratamento e recolocação dos azulejos.

Por outro lado, a intervenção envolverá também o restauro das esculturas, painéis e retábulos de madeira entalhada da nave da igreja, que procurará restituir a estabilidade necessária à preservação do conjunto, bem como melhorar a sua leitura e coerência formal.

Os trabalhos citados incluirão o tratamento das superfícies pictóricas e das estruturas de sustentação e união, implicando também a desmontagem dos revestimentos parietais e das estruturas retabulares.

Os projetos técnicos destas intervenções foram elaborados pelos serviços da Direção Regional de Cultura do Norte.

No âmbito do Plano de Gestão para a Conservação e Valorização dos Monumentos da Rota do Românico, que prevê a implementação de um conjunto de medidas preventivas e de manutenção, que procuram minimizar a degradação dos bens patrimoniais, encontram-se já quase concluídos os trabalhos de reparação das coberturas da Igreja de Soalhães.

As intervenções descritas representam um investimento total de cerca de 195 mil euros, cofinanciado em 85% por fundos europeus (Programa Operacional Regional do Norte 2014/2020) e em 15% pelo Município do Marco de Canaveses e Paróquia de Soalhães, no âmbito da operação "Rota do Românico: Património, Cultura e Turismo" apresentada pela Associação de Municípios do Vale do Sousa.

Constituindo um excelente testemunho de como a renovação artística barroca ocultou a fábrica medieval, a Igreja de Soalhães espanta pelo investimento que no século XVIII ornamentou o seu interior com painéis de azulejos, painéis em madeira relevada e talha que se estende além dos próprios retábulos. Da Idade Média persistem o portal principal, a moldura perolada do interior do óculo que o encima e o túmulo guardado por arcossólio na capela-mor.

(texto: Rota do Românico)