Notícias
03 Abr. 2019 Casa das Artes: Exposição «Sobretudo» Inaugura no dia 27 de abril, às 16h00, na Casa das Artes, a exposição coletiva «Sobretudo» de Joana Sá Dias, Marquesa Giraud e Catarina Soeiro (finalistas da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto). A mostra fica patente até 10 de junho, com entrada livre. Evento
Catarina Soeiro (1996, Lisboa) é finalista da licenciatura em Multimedia pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, tendo frequentado a National Academy of Art and Design em Dublin ao abrigo do programa de mobilidade Erasmus. O seu percurso artístico inicia-se em Genebra quando começa a frequentar ateliers de desenho.
O seu trabalho procura explorar as noções de relação entre si mesma, entre as pessoas e entre as matérias: com exercícios em que a principal linguagem são os materiais ou o próprio corpo.
Tem vindo a participar em workshops artísticos em diversos países. Faz parte de projetos expositivos desde 2015, a destacar as exposições coletivas na Casa da Imagem, Gaia e no Palacete Pinto Leite no Porto e a exposição individual no Lote 67 no Porto.
 
Joana Sá Dias (1997, Madeira) reside atualmente no Porto onde é finalista do curso de Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Expôs, em 2013, na Porta 33 (Funchal) na sequência de um aprofundado estudo sobre a linha, e, assim, começou a seu percurso artístico. O seu trabalho - que oscila entre a bi e a tridimensionalidade - foca-se maioritariamente na exploração estética e poética do corpo como aparato para abordar questões como a intimidade, melancolia, sensibilidade e privacidade, especialmente na comunidade LGBTI+. Fortemente influenciada pelo cinema, preocupa-se em intersetar a posição do "eu” e do "outro” tanto num plano real como num fabricado. 
 
Marquesa Giraud (1996, Paris) vive e estuda na cidade do Porto. Encontra-se em conclusão do ciclo de estudos no ramo de Escultura na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Ao longo do seu percurso artístico, tem vindo a desenvolver o interesse na tridimensão. Relaciona-se com exercícios de antagonismos e incongruências. Busca incessantemente que a exaustão física se revele na matéria.
Tem participado em exposições coletivas, destacando-se: exposição na Casa dos Crivos em Braga, exposição e Performance no Mosteiro de Tibães em Braga e Exposição no CACE no Porto.